Últimas notícias

Com reforma e ampliação, escola em tempo integral ganha 38% mais alunos


O investimento em educação pública e de qualidade tem feito do Pilar uma referência. Do fardamento e kit escolar completos à permanente valorização do servidor, sobram oportunidades para quem sonha com um futuro melhor. E nesta sexta-feira (18), o prefeito Renato Filho (MDB) entregou mais um importante equipamento, desta vez na Escola Municipal Professora Sueli Chagas, que ganhou uma quadra poliesportiva, refeitório e três novas salas.

Localizada no Conjunto Rubens Canuto, na Chã do Pilar, a escola foi inaugurada em 2019. De lá para cá, o número de estudantes matriculados só cresceu, saindo de 320 para os atuais 516, perfazendo um crescimento de 38%. Isso sem lembrar os 272 alunos da modalidade Educação de Jovens e Adultos (EJA), que estudam no período noturno e também têm direito à merenda – para os estudantes do ensino fundamental, que chegam às 7h20 e saem às 16h40, são cinco refeições ao todo, incluindo o desjejum.

E além de fomentar a prática esportiva entre os alunos da Sueli Chagas, o novo espaço – que faz parte do conjunto de obras entregues em comemoração aos 150 anos do município – também vai servir à comunidade para a realização de eventos diversos.

Aluno do 2º ano do ensino fundamental, Lucas Gabriel carregou a bandeira de Alagoas até o palco montado para a solenidade de inauguração desta sexta-feira, mostrando-se orgulhoso da escola onde estuda. “Gosto muito daqui. Ficou tudo muito lindo”, disse ele.

Já Shirley dos Santos é aluna da EJA e, na oportunidade, falou aos presentes sobre o que a levou a retomar os estudos. “Tive de parar para trabalhar, mas, hoje, só tenho a agradecer pela oportunidade de realizar o meu sonho de voltar a estudar. E a merenda também é excelente”, atestou.

Presente à inauguração, a deputada estadual Fátima Canuto (PSC) externou sua satisfação em retornar à escola e se deparar com novos bons resultados. “Tenho acompanhado de perto as mudanças no Pilar nesses últimos cinco anos. Fico muito feliz em ver uma escola desse porte sendo ampliada. Isso só é possível quando se tem uma gestão realmente dedicada a melhorar a vida das pessoas. E tudo começa na educação”, disse a parlamentar, lembrando também a reabertura da Casa da Cultura e Museu Arthur Ramos, que foi completamente restaurada, resgatando a cultura e história pilarenses.

Renato Filho, por sua vez, salientou a importância da aplicação assertiva do recurso público, confirmando o olhar especial voltado à educação no Pilar.

“Este é o resultado quando se coloca a educação no centro das nossas decisões. A Sueli Chagas foi a primeira escola em tempo integral que inauguramos. Com o tempo, ela acabou ficando pequena e, por isso, tivemos de ampliá-la porque levamos a educação muito a sério. Triplicamos o investimento em merenda, compramos alimentos da agricultura familiar, gerando emprego e renda no campo, e adquirimos duas escolas particulares. Foi assim que saímos de 5,9 mil estudantes em 2017 para 8,5 mil matriculados este ano, com todas as nossas crianças tendo, inclusive, internet gratuita em suas casas. Nossa meta, inclusive, é garantir que 100% dos nossos jovens estejam na rede municipal”, assegurou o gestor.

Programa Prato Cheio

Ainda nesta sexta-feira, prefeito e equipe também participaram do recadastramento do programa Prato Cheio, que aconteceu no complexo nutricional Adelmo da Macaxeira. Na ocasião, vereadores, secretários municipais e o presidente da Câmara Federal, deputado Arthur Lira (PP), provaram o novo cardápio do programa que assiste quase três mil pilarenses em situação de vulnerabilidade social, com direito a sururu e baião de dois.

Encantado com a iniciativa, Lira parabenizou o prefeito e lembrou o seu trabalho, em Brasília, para garantir a construção de casas populares no Pilar, colocando-se à disposição da gestão municipal para incrementar o programa Bolsa Viva Bem – que já auxilia mais de quatro mil pilarenses – e viabilizar o desassoreamento da Lagoa Manguaba.

Aos beneficiários, o prefeito Renato Filho fez questão de destacar que garantir comida à mesa da população continua sendo prioridade. “De nada adianta inaugurar obras gigantescas se o povo está infeliz ou passando necessidade. A nossa melhor obra são vocês, apesar de, no início, alguns terem classificado a nossa iniciativa como assistencialista, afirmando que, ao invés de alimentar as pessoas, deveríamos ‘ensinar a pescar’. Mas é impossível ensinar a pescar quando o cidadão está de barriga vazia e sem saber como alimentar seu filho, e é por isso que sempre tivemos esse olhar humano, dando perspectiva de vida àqueles que mais precisam”, discursou Renato, que também anunciou uma grande novidade: a elaboração de projeto de lei para socorrer quem não vem conseguindo quitar parcelas em atraso junto à instituição que financiou seu imóvel.

Para o gestor, programas como o Plantando o Futuro e o Bolsa Viva Bem – que ajudou, inclusive, a levar mais pessoas à sala de aula – são os principais responsáveis pela mudança de paradigma no Pilar. “Eles permitem que o pilarense tenha a segurança de sair de sua casa para estudar ou buscar um emprego sem se preocupar se vai faltar-lhe comida”, emendou o prefeito, destacando também outras maneiras de fazer com que o trabalhador possa otimizar sua renda.

“Estive ontem na primeira usina de Alagoas que utiliza o gás metano para gerar energia elétrica. E ela está aqui no Pilar, que é protagonista do desenvolvimento de Alagoas. E com a canalização do nosso gás, conseguiremos reduzir o valor do botijão que tanto pesa no bolso do trabalhador. Além disso, já iniciamos um projeto para instalar placas de energia solar, inicialmente, em mil residências, proporcionando uma economia significativa às famílias contempladas”, frisou Renato Filho.

Porte de arma para guardas municipais

E o dia recheado de novidades também teve atração no Cine Pilarense, onde prefeito e equipe realizaram a entrega de 15 pistolas taurus 380 a integrantes da Guarda Municipal. Outras 50 pistolas Glock .40 já foram adquiridas e devem ser entregues nos próximos dias aos homens e mulheres que participaram de curso ministrado pela Polícia Civil de Alagoas. A Guarda do Pilar, inclusive, é a primeira a fazer uso de arma de fogo em todo o estado.

Segundo o comandante da instituição, coronel Robson Cavalcante, a reestruturação da Guarda Municipal foi decisiva para a redução dos índices de criminalidade no Pilar. “Além desta grande conquista, nossa Guarda também dispõe de novas viaturas e coletes balísticos. Já o prédio da instituição está sendo totalmente reformado. Portanto, o nosso sentimento é de gratidão. A população do Pilar é merecedora de todo esse investimento”, disse ele.

Ascom 

Nenhum comentário