Últimas notícias

Em ação integrada, Polícias Civil e Militar apreendem R$ 1 milhão em cocaína no interior de Alagoas


A Secretaria de Segurança Pública (SSP/AL) apresentou em coletiva, nesta terça-feira (7), 20 quilos de cocaína aprendidos nos municípios de Arapiraca e São Sebastião. A apreensão foi realizada em uma ação integrada das forças policiais estaduais. A droga está avaliada em cerca de R$ 1 milhão. Um homem foi preso em flagrante e um laboratório de refinamento da droga foi desmantelado.
As investigações da Delegacia de Narcóticos (DENARC), da Polícia Civil, em parceria com a Gerência de Polícia Judiciária da Região 3 (GPJ3) e a 2ª Seção da Polícia Militar de Alagoas (PMAL), tiveram início há pouco mais de um mês, quando chegou a informação pelo Disque Denúncia que havia um grupo responsável por distribuir cocaína em Arapiraca e região.
Na última semana as investigações apontavam que esse grupo havia recebido uma grande quantidade de cocaína e, a partir disso, equipes das três agências intensificaram os levantamentos na região.
Por volta das 15h desta segunda-feira (6) as equipes flagraram o momento em que José Marcos Lima Silva, 38 anos, iria fazer a entrega de três quilos da droga em um veículo Voyage de cor prata, no estacionamento de um supermercado em Arapiraca.
Após a confirmação do flagrante, as equipes se dirigiram ao local que servia de depósito, no município de São Sebastião, onde foram encontrados mais 17 quilos do entorpecente, além de uma prensa mecânica, um liquidificador industrial e outros materiais que indicavam o funcionamento de um laboratório de refinamento de cocaína.

José Marcos já tinha passagem pelo sistema prisional por tráfico e outros crimes. Ele era responsável pela distribuição da droga na região. Já o proprietário da casa onde funcionava o laboratório é integrante de uma facção criminosa conhecida no país, mas que não teve seu nome divulgado para não atrapalhar nas investigações. “Ele está devidamente identificado e as diligências continuam a fim de efetuar sua prisão e demais prováveis envolvidos”, explicou o delegado Gustavo Henrique, titular da DENARC.
Para o secretário de Segurança Pública, Lima Júnior, esta apreensão foi muito significativa, visto o prejuízo que causou ao tráfico organizado em Alagoas.
“Com essa apreensão de valor extremamente significativo, demos um grande golpe no tráfico de drogas, especialmente da cocaína distribuída no interior do Estado. Com isso, a Secretaria de Segurança Pública com a Polícia Militar, Polícia Civil e demais órgãos, mostra o quanto estamos trabalhando no combate ao tráfico de drogas e no combate às facções criminosas”, disse.
Forças integradas
O delegado-geral da Polícia Civil, Paulo Cerqueira, disse que recentemente transformou a Delegacia de Repressão ao Narcótico em uma Divisão, criando um núcleo na região do Agreste, visando aumentar o combate ao crime de tráfico de drogas. “Estas ações são muito importantes, pois também reduzem os homicídios. Continuaremos integrados no combate às organizações criminosas, e vamos melhorar as condições da unidade especializada”, frisou
O comandante da Polícia Militar, coronel Marcos Sampaio, destacou a importância da atuação conjunta das polícias para ações de sucesso da Segurança Pública.
“Parabenizo as equipes que estiveram nesta operação no Agreste. Isso mostra o quanto essa integração traz frutos positivos para a sociedade alagoana. Hoje comemoramos juntos o sucesso desta operação.  Não é fácil, mas é importante que se diga que as polícias estão integradas e esse é o caminho para termos mais resultados como esse”, ressaltou o comandante.
PC/AL

Nenhum comentário