Últimas notícias

CRÔNICA: O jovem




Ele gostava de se divertir com os amigos, era muito namorador. Olhando à primeira vista um verdadeiro Don Juan. Olhos verdes, cabelo liso, corpo atlético de um jovem comunicativo e carismático. Capaz de fazer amizades facilmente e contagiar a todos com seu alto astral.
Ele era alegre, amado por sua família. Aparentemente não havia nada que demonstrasse tristeza ou frustração em sua vida.
Ele optou estudar fora do país, construir sua carreira, mesmo longe das pessoas que mais ama para poder atingir seu objetivo:  formar – se em medicina.
Longos anos se passaram, e o contato telefônico com os pais era menos frequente, menos postagens em redes sociais até se transformar em uma pessoa fria, triste e distante da família encontrou outros meios para suprir a saudade.
Nem deu tempo de tornar – se médico, pois uma atitude mudou tudo. Seus amigos e família nunca souberam o motivo, apenas se sabe que ele morreu sozinho, longe de sua mãe que contava os dias para ver o filho de volta em seu país de origem.
A morte lhe veio por suas próprias mãos, as mesmas que seriam usadas para salvar vidas, afinal ele dizia pra todos que seria um grande cirurgião para cuidar das pessoas mais carentes.

TEXTO: Val Marks (Escritor Pilarense)
- Texto em alusão à prática de suicídio que tem interrompido o sonho de muitos dos jovens brasileiros.
Pilar, 28 de setembro de 2018

Nenhum comentário